Ver todos

  • Aumento de emplacamento de motos em abril

    Aumento de emplacamento de motos em abril

    A Fenabrave, entidade que reúne as associações de concessionários registrou no mês de abril um aumento significado no emplacamento de motociclistas. Se esse aumento foi devido a pandemia, aumento no valor do combustível e maior número de entregas de compra online e delivery não podemos afirmar, mas o que sabemos é que todos esses fatores influenciaram significativamente para esse aumento.

    Foram registradas 94.696 motocicletas novas, o que representa um crescimento de 52% quando comparado ao mês de março e de 235%.

    A região que maior se destaca é a Sudeste com 36,95% de emplacamento, seguida por Nordeste 31,64%, Sul 11%, Norte 10,65% e Centro-Oeste 9,76%. Se compararmos com o mês de março o aumento foi maior na região Nordeste que representava 22,85%.

    E quem lidera o ranking do top 5 é a Honda com 71.997 unidades (76,03%). Em seguida Yamaha, 17.425 unidades (18,40%), em terceiro lugar fica a Shineray com 855 unidades (0,90%), já em quarto a BMW com 757 unidades (0,90%), quem fica em quinto lugar é Kawasaki com 721 unidades (0,76%).

    Conheça agora os 10 modelos mais emplacados

    1.Honda CG 160: 27.616 unidades

    Aumento de emplacamento de motos em abril

    2.Honda Biz: 11.253 unidades

    Aumento de emplacamento de motos em abril

    3.Honda NXR 160 Bros: 11.095 unidades

    Aumento de emplacamento de motos em abril

    4.Honda Pop 110i: 8.562 unidades

    Aumento de emplacamento de motos em abril

    5.Honda CB 250F Twister: 3.111 unidades

    Aumento de emplacamento de motos em abril

    6.Yamaha Fazer 250: 2.967 unidades

    Aumento de emplacamento de motos em abril

    7.Yamaha XTZ 150 Crosser: 2.917 unidades

    Aumento de emplacamento de motos em abril

    8.Yamaha YBR 150 Factor: 2.637 unidades

    Aumento de emplacamento de motos em abril

    9.Honda XRE 190: 2.299 unidades

    Aumento de emplacamento de motos em abril

    10.Honda PCX 150: 2.112

    Aumento de emplacamento de motos em abril

    Aproveite e confira nossos lançamentos clicando aqui.

  • Nova lei de trânsito: O que muda para os motociclistas?

    Nova lei de trânsito: O que muda para os motociclistas?

    Foi aprovada uma nova lei de trânsito em outubro de 2020 (Lei 14.071/20) que entrará em vigor no mês de Abril de 2021.

    Nova lei de trânsito: O que muda para os motociclistas?

    1. Será proibido transportar criança menor de 10 anos ou sem condições de cuidar da própria segurança.
    2. Alteração de penalidade do uso obrigatório do farol baixo durante o dia.
    3. Alteração na penalidade incorreta do uso de viseiras.

    Para os motociclistas a lei possui uma alteração no código que menciona o transporte de crianças acima de 10 anos de idade poderão ser conduzidas em motocicletas, motonetas ou ciclomotor.

    Até os 10 anos de idade a criança não possui muito equilíbrio e são muito frágeis e com menor capacidade de absorção em um possível impacto.

    Nova lei de trânsito: O que muda para os motociclistas?

    Como eraComo ficará a partir de Abril de 2021
    É proibido transportar criança menor de 7 anos ou sem condições de cuidar da própria segurança.Será proibido transportar criança menor de 10 anos ou sem condições de cuidar da própria segurança.

    Clique aqui e compre capacete infantil

    A lei também aponta o uso obrigatório do farol baixo durante o dia

    O farol é obrigatório tanto de dia como de noite e a regra continua a mesma, o que mudou foi a penalidade de quem não cumprir. A penalidade passa a ser média.

    Nova lei de trânsito: O que muda para os motociclistas?

    Como eraComo ficará a partir de Abril de 2021
    O Art.244 do CTB diz que o  condutor de motocicleta, motoneta e ciclomotor que transitar com os faróis do veículo apagado está cometendo uma infração gravíssima. A multa é de R$ 293,47, passível de recolhimento da CNH e suspensão do direito de dirigir.A partir da entrada em vigor da nova lei, a infração será considerada média. A multa será de R$ 130,16 e acréscimo de quatro pontos no prontuário da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) do infrator.

    Também houve alteração na penalização incorreta do uso de viseiras que passa a ser de uma infração leve para uma infração média.

    Lembrando que a viseira é um item obrigatório de proteção ao motociclista ou na falta de, é necessário um óculos de proteção.

    Como éComo ficará
    Atualmente há dois tipos de enquadramento para essa infração:– Conduzir motocicleta, motoneta ou ciclomotor sem viseira ou óculos de proteção  (Art.244):

    Infração gravíssima

    Multa de R$ 293,47

    Recolhimento da CNH e suspensão direta do direito de dirigir.

    –  Pilotar com a viseira levantada ou fora das condições exigidas pela Res. 453/13 do Contran (Art.169):

    Infração leve

    Multa de R$ 88,38.

    – Conduzir motocicleta, motoneta ou ciclomotor com a utilização de capacete de segurança sem viseira ou óculos de proteção ou com viseira ou óculos de proteção em desacordo com a regulamentação do Contran (Art.244).Infração média

    Multa de R$ 130,16

    Retenção do veículo para regularização.

    Sobre as motos no corredor, esse foi o único ponto que não houve alteração no novo regulamento de trânsito para os motociclistas.

    Nova lei de trânsito: O que muda para os motociclistas?

    Leia também: O que é um manguito e para que serve?

  • Saiba como escolher o capacete ideal para as aulas do CFC

    Saiba como escolher o capacete ideal para as aulas do CFC

    Com a volta dos Centros de Formação de Condutores (CFC) novas medidas de segurança foram estabelecidas para garantir a segurança dos alunos e instrutores, evitando a proliferação do coronavírus, e uma delas é o não compartilhamento de equipamento de segurança, os candidatos deverão usar o próprio capacete, que não deve ser compartilhado com terceiros, para evitar o possível contágio.

     

    Mas o aluno deve se atentar para as recomendações do Inmetro e o Conselho Nacional de Trânsito (Contran), quanto á regulamentação do modelo do capacete que deve está regulamentado pela Portaria Inmetro nº 086, e a fabricação deve estar de acordo com a norma brasileira NBR 747. O equipamento de segurança regulamentado atende as normas e passam por diversos testes de segurança.

    Existem quatro modelos regulamentados de capacetes para motocicletas. O integral (fechado), o misto (queixeira removível), o modular (frente móvel) e o aberto, sem a queixeira (proteção para o queixo). Todo capacete deve conter na parte de trás o selo com a logo do Inmetro, garantindo a legitimidade da regulamentação.

    O modelo “coquinho” não é regulamentado pelo Inmetro e não garante a segurança do condutor. Os capacetes que não tem a viseira, devem ser usados com os óculos especiais para a condução e não o de sol, como muitos pensam.

    Mas como escolher o capacete ideal para as aulas do CFC?

    1. Se você está fazendo as aulas de CFC indicamos um capacete de modelo fechado, para que seu rosto fique totalmente protegido e assim evitando possíveis machucados em quedas.

    Saiba como escolher o capacete ideal para as aulas do CFC

    2. O capacete precisa obrigatoriamente ter viseira ou um óculos de proteção.

    Saiba como escolher o capacete ideal para as aulas do CFC

    3. Deve ter o selo homologado do immetro.

    Saiba como escolher o capacete ideal para as aulas do CFC

    4. Obrigatoriamente deve ter os refletivos luminosos.

    Saiba como escolher o capacete ideal para as aulas do CFC

    5. O capacete não pode ficar balançando na sua cabeça, ele precisa ficar firme mas também não pode te machucar. Lembrando que eles acabam pegando o formato da sua cabeça e a espuma interna acaba cedendo, deixando um pouco mais folgado com o uso.

    6. Com a prática que você irá adquirir nas aulas você começara a perceber as necessidades que tem para buscar em um capacete. Como por exemplo, um capacete mais confortável, um capacete que faça menos ruídos, mais entradas de ar e por ai vai. Por esse motivo, indicamos que seu primeiro capacete para as aulas de CFC seja um capacete com um preço mais acessível, que atenda todas as leis mas que não exija um grande investimento, a não ser que você já esteja acostumado e saiba qual o melhor modelos e marca para você.

    Dica: Quando já estiver pilotando bem, vale o investimento em um capacete melhor para pilotar com muito mais conforto e segurança. Esse primeiro que comprou para fazer as aulas pode ficar como um capacete de garupa ou como reserva em casa. 

    Algumas sugestões:

     

    Clique aqui e veja todos os modelos.

     

    Dúvidas frequentes:

  • 10 dicas de como evitar o roubo e furto da sua motocicleta

    10 dicas de como evitar o roubo e furto da sua motocicleta

    Sofrer um assalto de moto pode ser uma situação muito traumatizante para diversas pessoas. Por isso, todo cuidado é pouco para evitar essa ocorrência e por isso preparamos 10 dias para evitar que você seja roubado ou furtado. Mas primeiro vamos entender a diferença entre roubo e furto?

    O que é furto? Furto é quando levam seu bem sem que haja ameaça ou violência para a vítima. Por exemplo: você parou sua motocicleta na rua, saiu e quando voltou ela já não estava mais lá. Esse cenário é qualificado como furto.

    O que é roubo? É quando leva seu bem, porém a uma ameaça ou violência contra a vítima. Por exemplo: você está andando de moto, parou no semáforo e outros dois motociclistas em outra moto, sacam uma arma e te ameaçam para entregar seu bem.

    Dica número 1 – Dificulte o máximo

    Normalmente os bandidos são muitos ágeis, não ficam ali entre 30 ou 40 minutos para furtar uma motocicleta. Se tiverem duas motos uma do lado da outra, provavelmente ele levará a que for mais fácil. Por isso o ideal utilizar uma trava de disco ou corrente na roda para dificultar ainda mais o furto.

    10 dicas de como evitar o roubo e furto da sua motocicleta

    Dica número 2 – Use alarme

    Tenha alarme na sua motocicleta. Uma vez o alarme disparado o bandido pode se sentir intimado pelo fato de ser observado e até visto e acaba caindo fora para não chamar a atenção de quem está próximo.

    Dica número 3 – Não pare a moto na rua

    Trava, cadeado, alarme, ajudam pois dificulta o furto, mas quando querem alguma moto especifica ou algo especifico, não a nada que possa deter. É muito comum pegarem a moto e colocarem em caçambas de caminhonetes, portanto, cuidado onde você para. Busque por parar em estacionamentos ou lugares que você já tenha parado e seja confiável. Veja abaixo as principais ruas de São Paulo capital com o maior índice de roubos.

    10 dicas de como evitar o roubo e furto da sua motocicleta

    Dica número 4 – Não fique parado na rua10 dicas de como evitar o roubo e furto da sua motocicleta

    Não marque bobeira na rua de moto principalmente a noite. As vezes alguém fica parado no portão de alguém esperando alguma coisa ou alguém descer, ou olhando o GPS, olhando o celular e acaba sendo um alvo muito fácil. é bom tomar cuidado. Segundo os dados da secretaria pública de São Paulo, 50,67% dos roubos foram executados no período noturno.

    Dica número 5 – Procure andar em grupos

    Se você tem um modelo de moto que é visada evite andar sozinho. Andar em grupo intimida a ação dos bandidos .

    Dica número 6 – Evite rotina

    Nunca sabemos se alguém já está de olho em nós e em nossa rotina. (Bem aquela cena de filme que a pessoa é seguida pra saber os percursos e horários).

    Dica número 7 – Evite acessórios

    Colocar acessórios na motocicleta é muito legal e dificilmente alguém não queria ter, mas como tudo tem seu lado bom e ruim, infelizmente as motos com acessórios são bem visadas (pois essas peças podem ser vendidas separadamente) e o seguro acaba que não cobre esse valor.

    Dica número 8 – Cuidado na garagem

    Se você mora em condomínio e coloca sua motocicleta na garagem ou em um pátio aberto deixe ela sempre travada e de preferencia com capa pra ninguém ver o que tem de baixo dela. Já se você mora em uma casa e a garagem da de frente pra rua tente tampar com uma capa protetora ou deixar o mais escondido possível para quem passar na rua não saber qual é a sua moto. De preferência tenha um portão automático, para facilitar na entrada e saída com sua moto. Não fique dando bobeira na porta de casa.

    10 dicas de como evitar o roubo e furto da sua motocicleta

    Dica número 9 – Coloque rastreador

    Se todas as outras dicas não preveniram o furto ou o roubo, ter um rastreador será muito útil para localizar sua moto.

    Dica número 10 – Não compre peças roubadas

    Nunca compre peças de origem duvidosa. Sabe aquele anúncio na internet ou aquele amigo que tem aquele precinho e até mesmo na General que não é encontrado em nenhum lugar? Duvide, pois se tem um preço muito diferente, a origem é duvidosa. Não se engane, quanto mais você alimentar esse mercado, mais os roubos estarão em alta e você correrá maior chances de perder sua moto.

    E mesmo seguindo todas essas dicas não é nada garantido que você não terá sua moto roubada. Aqui foram apenas algumas sugestões do que você pode fazer para dificultar que sua moto seja furtada e roubada. E lembrando também o quanto é importante ter um seguro para garantir que você não tome um prejuízo muito maior.

     

    Eai, você gostou das 10 dicas de como evitar o roubo e furto da sua motocicleta?

    Nos siga da rede social

  • Qual o capacete mais silencioso?

    Qual o capacete mais silencioso?

    Nada mais irritante do que um capacete com ruídos, viseira batendo, vento entrando e quanto mais velocidade, pior fica. Esse assunto é um pouco polemico pois normalmente um capacete apresenta essas características mas existem algumas marcas e modelos que oferecem muito mais conforto do que outras. E é claro que o valor impacta muito nessa característica. Mas afinal qual o capacete mais silencioso? E como escolher?

    Quais as marcas?

    As marcas que mais se destacam no mercado são HJC, ARAI, LS2 e SHARK. Todas as marcas possuem os modelos de entradas que são os mais em conta até os modelos completos podendo chegar até R$14.000. Vai depender muito da sua moto, estilo, cilindrada e claro características que você procura em um capacete.

    Quais os estilos?

    O capacete modelo fechado é o mais indicado pra quem quer evitar o máximo de ruído pois como ele é fechado, a passagem do vento é menor.

    Já o modelo escamoteável ou modular que lhe permite ser mais versáteis, deixam a desejar nesse quesito. Fazem ruídos sim e é difícil algumas marca se desacatar dentro desse estilo.

    Em resumo, normalmente um capacete aberto é mais barulhento que um capacete escamoteável e o escamoteável é mais barulhento que o fechado.

    Mas o que é importante saber antes de comprar?

    Se você quer evitar ruídos é importante saber o valor que quer gastar, nem sempre o mais caro será o que irá te atender, também existem capacetes que irão de atender com um valor acessível. Mas vamos lá, o que devemos observar:

    • Composição: você deverá saber se o material do capacete é em ABS, bi composto, fibra de vidro ou fibra de carbono. Importante destacar que os matérias em fibra de vidro e fibra de carbono são sugeridos para alta performance para suportar o alto impacto da velocidade, porém quanto mais leve e fino, ele acaba fazendo mais barulho, não é atoa que os pilotos utilizam o protetor auricular nos ouvidos para amenizar ainda mais o som. Por conta da velocidade, moto e capacete.
    • Entradas e saídas de ar: As entradas de ar são localizadas na frente do capacete e como abrem e fecham (não sendo totalmente fechadas) elas acabam impactando a entrada de vento.
    • Viseira: Algumas capacetes possuem uma trava de viseira, o que garantem que ela não fique batendo durante a pilotagem.
    • Teste em túnel de vento: Alguns capacetes são testados em túneis de vento o que afirmam que o capacete é mais silencioso.
    • E por fim, é importante sinalizar que sua moto e a posição que você pilota também impactam muito no ruído.

    Algum modelo se destaca?

    Dentre as marcas citadas acima selecionamos alguns modelos que são bem avaliados no mercado. Mas lembrando que existem fatores que impactam diretamente como se pilota na estrada, na pista, estilo da moto, estilo de pilotagem e que sim, existem outros capacetes mais acessíveis que não deixam a desejar.

    HJC CS 15

    Capacete HJC CS 15 Toni Elias Réplica Yellow - Angels Moto

    Capacete HJC CS 15 Toni Elias Réplica Yellow
    Capacete HJC CS 15 Toni Elias Réplica Yellow
    Capacete HJC CS 15 Toni Elias Réplica Yellow

    A melhor tecnologia para o seu dia a dia, com aerodinâmica e gráficos de altíssima qualidade! O Capacete HJC é o melhor de 2 mundos une a tecnologia HJC com preços acessíveis. Concebido utilizando a mais alta tecnologia, testado em túnel de vento, o CS 15 foi desenvolvido para o dia a dia com ótimo conforto e resistência e matérias primas nobres é uma ótima opção para quem quer acelerar.

    SHARK S700

    Qual o capacete mais silencioso?

    Esse modelo da marca Shark garante um alto nível de segurança, com o um dos melhores custo x benefício do mercado. O S700 possui com entradas de ar proporcionando maior ventilação interna e conforto em sua pilotagem.

    O capacete ainda conta com slide lock, permitindo escolha do nível de abertura da viseira, evitando que a mesma fique apenas totalmente aberta ou totalmente fechada. Engate rápido de troca de viseira para eventuais substituições. Com fecho micrométrico. Ele ainda foi testado em túnel de vento para melhor aerodinâmica.

    CAPACETE ARAI RX7 GP ISLE OF MAN

    Qual o capacete mais silencioso?

    O modelo RX-7 GP vem para inovar o antigo conceito de spoiler traseiro com o novíssimo Air Wing. Não se trata apenas de um aerofólio, mas sim de um mecanismo com 5 posições de ajuste para se adequar de melhor maneira a cada tipo de pilotagem, diminuindo então o ruído e força do vento contra o capacete, enquanto confere também mais estabilidade e melhor performance em altas velocidades. Perfeito para quem busca um capacete mais silencioso, este é o sonho de consumo da maioria dos motociclistas. O RX7-GP é exatamente o mesmo capacete dos pilotos de corrida. Além de mais seguro, é o menor em tamanho do mundo, com estabilidade inigualável. Possui a viseira SAI com extrema visibilidade horizontal e lateral.

    O capacete ainda conta com slide lock, permitindo escolha do nível de abertura da viseira, evitando que a mesma fique apenas totalmente aberta ou totalmente fechada. Engate rápido de troca de viseira para eventuais substituições. Com fecho micrométrico. Ele ainda foi testado em túnel de vento para melhor aerodinâmica.

    CAPACETE LS2 FF323 ARROW RÉPLICA YONNY HERNANDES

    Qual o capacete mais silencioso?

    O Arrow R é a versão tricomposto de um dos capacetes mais esperados pelo mercado brasileiro. Conta com a mesma tecnologia utilizada pelos pilotos da LS2 na MotoGP, como o colombiano Yonny Hernandez que disputa o campeonato mundial de motovelocidade. Esta belíssima réplica chega para que motociclistas e admiradores da marca possam ter a mesma experiência de seus pilotos, por um valor competitivo. Um capacete mais silencioso, seguro e moderno, direto das pistas para a sua casa.

    Conheça outras marcas e modelos para o seu dia a dia clicando aqui.

    Estamos na rede social

  • As 5 melhores luvas para o dia a dia

    As 5 melhores luvas para o dia a diaAs 5 melhores luvas para o dia a dia

    Muitos motociclistas gostam da sensação do sentido de tato ao pilotar e além disso a questão da segurança vem em primeiro lugar.  Hoje o mercado oferece muitos modelos diferentes de luvas, algumas mais focadas para o uso urbano, outros para rodovias, para off road e também focada em inverno e verão.

    Mas aqui queremos trazer os melhores modelos e marcas para o dia a dia, que você poderá aproveitar em diferentes ocasiões e épocas do ano, mas claro que existem especializadas para cada necessidade.

    1. Luva X11 Blackout

    Para uso diário ou para viagens, uma luva leve, versátil, com materiais resistentes à abrasão e protetor rígido, a Luva X11 Blackout vai atender na performance e no custo-benefício.

    • Leve;
    • Tecido em poliéster;
    • Grip nos dedos;
    • Proteção rígida de polipropileno injetado no dorso;
    • Reforço em borracha nos punhos;
    • Touch screen nos polegares;
    • Proteção em borracha nas palmas.

    2. Luva X11 Nitro 3

    A Luva X11 Nitro 3 possui um nível de proteção e leveza faz com que a Nitro 3 tenha utilização múltipla: on e off road. A performance que você precisa para enfrentar o trânsito ou se aventurar nas trilhas. Tecido transpirável Função Touch Screen nos indicadores ajuste emborrachado nos punhos borracha de reforço frontal, reforço na palma e polegar costura dupla no punho design moderno.

    • Maleável;
    • Leve;
    • Ventilada;
    • Tecido em neoprene;
    • Reforço entre os dedos;
    • Reforço e ajuste em borracha nos punhos;
    • Proteção em borracha nos dedos.

    3. Luva X11 Nitro Win

    Mão debaixo da coxa nunca mais! Ideal para a cidade, a Luva X11 Nitro Win protege do frio, é extremamente confortável e possui tecido que permite alta sensibilidade nas palmas das mãos.

    • Tecido poliéster e neoprene;
    • Função touch screen nos dedos indicadores;
    • Tecido transpirável;
    • Ajustes em velcro emborrachado nos punhos;
    • Borrachas nos dedos mínimos;
    • Reforços na palmas e polegares;
    • Costuras duplas nos punhos;
    • Design moderno.

    4. Luva X11 Blackout 1/2 Dedo

    Para uso diário e preferencialmente em dias quentes, uma luva leve, com materiais resistentes à abrasão e protetor rígido, a Luva X11 Blackout 1/2 Dedo vai atender na performance e no custo-benefício.

    • Tecido poliéster;
    • Reforços entre os dedos;
    • Alças para retirada das luvas;
    • Reforços em borracha nos dorsos das mãos;
    • Proteções em borracha nas palmas e nos dedos;
    • Proteções rígidas em polipropileno injetado.

    5. Luva X11 Nitro 3 1/2 Dedo

    A Luva X11 Nitro 3 1/2 Dedo também está entre as 5 melhores luvas para o dia a dia pois possui proteção e leveza faz com que a Nitro 3 tenha utilização múltipla: on e off road. A performance que você precisa para enfrentar o trânsito ou se aventurar nas trilhas.

    • Design agressivo;
    • Tecido transpirável;
    • Ajustes emborrachado nos punhos;
    • Borracha de reforço frontal;
    • Reforços nas palmas e polegares;
    • Alças para retirada das luvas;
    • Costuras duplas nos punhos.

    Agora que já sabe qual as 5 melhores luvas para o dia a dia que tal escolher a sua?

    Estamos nas redes socias:

    Instagram
    Facebook

  • Salão Duas Rodas: marcas confirmadas para 2021

    Salão Duas Rodas: marcas confirmadas para 2021

    O Salão Duas Rodas 2019, realizado de 19 a 24 de novembro, reuniu mais de 420 empresas de toda a cadeia do setor de motocicletas, além das principais fabricantes de motos que atuam no Brasil, respondendo juntas por 98% da produção e das vendas do mercado nacional.

    Em seis dias de evento no São Paulo Expo, com diversas experiências espalhadas nos mais de 85.000m² de ocupação, o público conferiu de perto as motos que estavam no Salão. Os mais de 560 modelos em exposição e mais de 70 para experimentação nos test-rides somaram mais de 630 motos à disposição dos visitantes, 80 a mais do que na última edição.

    Uma rica e variada programação de eventos paralelos, com shows a cada hora, levaram o público ao delírio a cada manobra das equipes Fred Kyrillos, Força & Ação, Alto Giro. O Salão teve atrações em todos os cantos do complexo São Paulo Expo e como novidade, Oval Track, trazido pela Reed Exhibitions em parceria com o piloto Leandro Mello com exclusividade para o Salão Duas Rodas que aconteceu todos os dias na cobertura do estacionamento.

    Salão Duas Rodas: marcas confirmadas para 2021

    Dias 22 e 23 de novembro foram dedicados a competição com uma etapa especial do Arena Cross. Pela segunda vez no São Paulo Expo, o evento ocupou 55.000m² de área interna e 30.000m² de área externa para experiências. Mais de 15 mil test rides foram realizados em 10 km de percursos.

    Salão Duas Rodas: marcas confirmadas para 2021

    Lucas Pimentel, gerente do Salão Duas Rodas, afirma que a edição deste ano foi finalizada com a sensação de dever cumprido. “Entregamos um Salão Duas Rodas marcado pela retomada da indústria e confiança das principais marcas do setor. Tivemos seis dias de corredores cheios, muita experiência entregue ao público e expositores extremamente satisfeitos com os resultados do Evento”, destaca.

    Marcas confirmam presença para 2021

    Honda, Yamaha, Kawasaki, KTM, Royal Enfield, Triumph, Suzuki, Kymco, Vespa e Haojue marcaram presença na última edição, sendo que as cinco primeiras já confirmaram participação na próxima edição do Salão Duas Rodas, que será realizado em novembro de 2021, novamente em São Paulo.

    Gerente de marketing da Moto Honda do Brasil, Odair Dedicação afirma que a marca sempre aproveita o evento para mostrar seus diferenciais e estreitar relações com o público. “Esse ano não foi diferente, pois apresentamos importantes lançamentos, como as linhas 500 e 650, além de proporcionarmos aos visitantes experiências únicas, com simuladores de pilotagem, apresentação virtual de um modelo desenvolvido pela equipe de design brasileira, exposição da moto do Marc Márquez para fotos na mesma inclinação das curvas na MotoGP, além da presença dos pilotos da Honda Racing Brasil em todos os dias”, destaca o executivo.

    Salão Duas Rodas: marcas confirmadas para 2021

    Para Hélio Ninomiya, gerente de marketing e planejamento da Yamaha Motor do Brasil, o Salão estava muito bonito e bem organizado, e trouxe um público sedento pelas novidades. “O evento veio cheio de experiências, além dos produtos novos, como os test rides de Mobilidade Urbana, Off Road e de Big Bikes. Acredito que esse é o futuro: promover experiências. E a Yamaha colaborou com isso trazendo a parceria inédita com a Marvel para justamente trazer pessoas que não pensavam em motocicletas, para que elas possam ver que motocicleta pode ser divertido, além de ter emoção e liberdade”. Outro destaque do estande da marca dos três diapasões foi o scooter XMax, que chega em 2020 e já está em pré-venda.

    Salão Duas Rodas: marcas confirmadas para 2021Segundo André Molnar, gerente de marketing da Triumph, a presença da montadora no Salão Duas Rodas foi espetacular. “Além da grande visibilidade de marca, nossos resultados em vendas de motocicletas, acessórios e roupas superaram muito as expectativas. Além disso, criamos ativações muito elogiadas pelo público, incluindo 4 modalidades de Test Ride, Triumph Talks (com explicações do instrutor chefe do TRX, Pablo Berardi, sobre pilotagem, viagens, produtos e novas tecnologias), entre outras ações”, explicou Molnar.

    Salão Duas Rodas: marcas confirmadas para 2021Já para Sonia Harue Ando, gerente comercial e marketing da Kawasaki, o Salão Duas Rodas é a oportunidade perfeita para o fã da marca interagir com os produtos e vivenciar sua paixão em um ambiente lúdico e festivo. “O evento também propicia a realização de excelentes negócios tanto com clientes quanto parceiros de mercado. A participação intensa do público mostra que esta paixão pela motocicleta é muito forte e que o mercado está repleto de novidades”, comenta a executiva.

    Salão Duas Rodas: marcas confirmadas para 2021Cláudio Giusti, diretor-geral da Royal Enfield Brasil, disse que o evento permitiu a apresentação das Twins 650cc, que estão em pré-venda com preços a partir de R$ 24.990. Elas levam a marca a um novo patamar dentro do segmento de média cilindrada. “Com a reação extremamente positiva do público, estamos certos de que a partir de janeiro, quando começaremos a entregar as primeiras motocicletas reservadas desde o Salão Duas Rodas, a Royal Enfield se consolidará definitivamente no mercado brasileiro, sendo já representada por 6 concessionárias”, comemorou Giusti.

    Salão Duas Rodas: marcas confirmadas para 2021No estande que inspirou aventura, a KTM do Brasil recebeu os visitantes que viram de perto, subiram e tiraram fotos com os modelos da linha 2020, além de conhecer em primeira mão as motos que serão utilizadas pela equipe oficial nas competições brasileiras. “Os últimos dias foram muito corridos, muitas perguntas respondidas, curiosidades sanadas e a mais alta receptividade do público quanto aos produtos, elevando ainda mais o nosso otimismo quanto aos planos de crescimento no país”, comentou Fabio Campos, representante oficial da KTM no Brasil.

    Salão Duas Rodas: marcas confirmadas para 2021A participação da Pro Tork no Salão Duas Rodas foi um grande marco, representando a mudança do posicionamento da marca no mercado. “Estamos cada vez mais próximos de nossos clientes, investindo em qualidade e tecnologia, e isso tem refletido diretamente nas vendas, que foram um sucesso”, disse Marlon Bonilha, diretor-presidente do Grupo Pro Tork.

    Salão Duas Rodas: marcas confirmadas para 2021

    Fonte: https://www.motociclismoonline.com.br/

    Aproveite e confira nossos lançamento clicando aqui.

  • Um guia completo para entender de vez os tipos de motos

    Um guia completo para entender de vez os tipos de motos

    Assim como os carros, as motos também possuem seus estilos.

    Quem curte carros ou só quem busca por trocar ou comprar carro já conhece os modelos de hatch, sedã e SUV. Mas quando falamos em motociclistas, os estilos não são tão conhecidos. E sim, as motos também são classificadas por estilos.

    As características que são levadas em consideração são a cilindrada, a posição de pilotagem, a presença ou ausência de carenagens, o tipo de chassi e, é claro, o estilo. Algumas são feitas para rodar exclusivamente sobre o asfalto (on road), e neste universo estão as categorias Custom, City e Street.

    Outras, porém, são preparadas para encarar trilhas leves ou pesadas (off-road). E dentro dessa linha de motos estão as Trails e Big Trails.

    Vamos começar apresentando a Scooter

    Um guia completo para entender de vez os tipos de motos

    As scooters geralmente são destinadas ao público mais jovem, não é regra, mas acontece. Os cilindradas entre 50 cm³ e 150 cm³. Elas são muito práticas, econômicas e equipadas com cambio automático.

    A posição do piloto, que viaja sentado, ao invés de montado, é uma das principais características que definem um scooter. Enquanto os pés ficam avançados e são acomodados em piso planos, horizontais ou inclinados. Esta característica muda totalmente o tipo de pilotagem em relação a uma moto tradicional.

    Além disso, normalmente os Scooters são equipados com nichos para acomodar pequenos objetos e alças para pendurar uma sacola. E, em alguns casos, até espaço debaixo do banco para se carregar um capacete.

    Cub

    Um guia completo para entender de vez os tipos de motos

    Outro segmento é Cub. O modelo lembra uma Scooter mas se diferencia em alguns pontos. Aqui o condutor viaja sentado, parecido com um segmento normal e os pés com apoio nas pedaleiras.

    Que dispensa a embreagem, e o manete esquerdo, e é munida de câmbio semiautomático. Também são motos de baixa cilindrada, em torno de 100 cm³ e 125 cm³. A economia de combustível é ponto bem forte nesse segmento.

    Modelos esportivos

    Um guia completo para entender de vez os tipos de motos

    As esportivas são famosas na rua pelas suas aceleradas. Como o modelo dela é esportivo, o condutor acaba ficando inclinado para frente com o peito rente ao tanque para reduzir a resistência do vento.

    Contudo, se por um lado são equipadas com design e carenagens aerodinâmicas de linhas arrojadas, por outro quase não oferecem conforto. As suspensões são rígidas, o banco tem pouco aconchego (quase sempre) e o guidão é avançado.

    Essas motocicletas podem ser encontradas em várias faixas de cilindrada: baixa, média ou alta. E podem chegar a ter até 1.200 cm³. As esportivas encantam por onde passam, seja pelo visual futurista ou pelo ronco dos escapamentos. Não é à toa que é o tipo de moto utilizada nas corridas de Moto GP e Super Bike.

    Naked

    Um guia completo para entender de vez os tipos de motos

    O modelo Naked é o ideal para a circulação dentro da cidade. Apesar de serem desprovidas de carenagens – daí a origem de toda a sua beleza. A pouca roupagem, porém, deixa os pilotos muito expostos à força do vento em altas velocidades.

    Também são encontradas em uma vasta gama de cilindradas que vão de 200 cm³ a até 1.000 cm³. As nakeds menores, de até 500 cm³, ficaram conhecidas como street, por serem mais utilizadas dentro das cidades – como o próprio nome sugere.

    Custom

    Um guia completo para entender de vez os tipos de motos

    São genuínas estradeiras. Feitas também para rodar pelas ruas dos grandes centros, mas seu habitat natural são as rodovias. Seu design privilegia o conforto, com altura de assento mais baixa, suspensões parrudas, garfo (suspensão dianteira) longo e guidão elevado – que proporciona maior bem-estar na pilotagem.

    Também são as preferidas pelas tribos que adoram adereços nas jaquetas de couro e enfeites cromados nas motos. Curiosamente, a nomenclatura Custom praticamente virou sinônimo da emblemática marca Harley-Davidson, que se especializou nesse tipo de moto.

    As Customs são caracterizadas por terem motores grandes, às vezes enormes, e suas elevadas cilindradas que podem ir de 500 a 1.800 cm³, ou ainda mais.

    Trail e Big Trail

    Um guia completo para entender de vez os tipos de motos

    Elas têm alturas de assento, suspensão e de guidão bem elevadas. Esse porte facilita ao piloto vencer terrenos acidentados posicionado em pé sobre as pedaleiras. De quebra, ainda ajuda a transpor os corredores de carros no trânsito, passando com as manoplas por cima dos retrovisores.

    Oferecem ótima ciclística (maneabilidade) e contam com carenagens que ajudam a viajar tranquilo em velocidade de cruzeiro. São tanto indicadas para quem roda exclusivamente por ruas pavimentadas, ou para quem quer pegar uma trilha aos finais de semana. E é uma das categorias com mais oferta de motorização.

    Não é por acaso que acabaram ficando muito caras e também muito visadas para roubo e furto. Com o preços dos seguros nas alturas. Afinal, as trails e big trails estão bem mais tecnológicas, e com desempenho de esportivas, só que oferecendo muito mais conforto.

    Aproveite e confira nossas promoções clicando aqui.

    Fonte: Auto Esporte Globo

  • Saiba tudo sobre segunda pele para motociclista

    Saiba tudo sobre segunda pele para motociclista

    Quando se fala em segunda pele logo vem na cabeça frio e inverno, mas pouco se fala sobre os benefícios que elas oferecem além da proteção contra o frio.

    O que é segunda pele para motociclista?

    Prezamos sempre pela segurança do motociclista e claro que uma proteção a mais nunca é demais. A segunda pele é ideal para manter a temperatura do seu corpo e reduz atrito entre os equipamentos de proteção. Sejam elas jaquetas de proteção, luvas de proteção e até calças de proteção. Nada mais justo do que pilotar em segurança e estar confortável ao mesmo tempo.

    Saiba tudo sobre segunda pele para motociclista

    Pensando em dias quentes e de verão, a segunda pele pode ser um peça essencial. Pois ao suar com a jaqueta por exemplo você evita aquela sensação de “grude” na sua pele.

    E já pensando nos dias frios, ela é uma peça fundamental para aumentar o conforto térmico do seu corpo e evita com que você use muitas blusas uma em cima da outra ou várias calças o que não é nada confortável.

    Quais as opções de segunda pele?

    Hoje no mercado de motociclistas oferece um mix de produtos completo de peças térmicas. Como blusas, calças, luvas, capuz (balaclava) e até meias basta escolher seu modelo favorito.

    Segunda pele e térmica são a mesma coisa?

    Sim, os benefícios oferecidos são o mesmo. Você pode comprar segunda pele térmica feminina ou segunda pele térmica masculina sem medo de errar.

    Quais as marcas de segunda pele?

    Nós trabalhamos com as melhores marcas. A segunda pele da X11 é bem conhecida no mercado e uma das favoritas com um ótimo custo benefício.

    Também trabalhamos com a HSS que possui uma qualidade e durabilidade incrível.

    Blusa segunda pele

    Saiba tudo sobre segunda pele para motociclista

    Além de garantirem todos os benefícios acima, elas contam com proteção UV50+. Garantindo ainda mais segurança para sua saúde.

    Eficiente no isolamento térmico, mantém o corpo quente quando parado e é altamente respirável quando em atividade.

    • Tecido flexível;
    • Tecido arejado;
    • Fator de proteção UV50+;
    • Proteção térmica;

    Calça segunda pele

    Com tecido leve, flexível e de secagem rápida.

    • Tecido flexível;
    • Tecido arejado;
    • Fator de proteção UV50+;
    • Proteção térmica;

    Balaclava segunda pele

    Disponíveis em versões específicas para as temperaturas. Para o inverno o tecido possui a tecnologia de aquecer e evitar que o vento passe.

    Já na versão verão, ela possui um tecido muito mais fino e ventilado, proporcionando conforto e principalmente cuidando dos seus cabelos na hora de pilotar.

    Luva segunda pele

    Saiba tudo sobre segunda pele para motociclista

    • Função touch screen nos dedos indicadores;
    • Proteção térmica;
    • Tecido flexível;
    • Tecido arejado;
    • Fator de proteção UV50+;
    • Detalhes refletivos.

    Meia segunda pele

    • Meia feita em microfibra de nylon;
    • Tecido macio e flexível;
    • Proteção térmica;
    • Costuras especiais para não incomodar;
    • Cano elástico que não desliza.

    Manguito segunda pele

    Bem estar, conforto, ventilação e elasticidade além proporcionar a proteção contras dos raios solares em atividades físicas e exposição ao sol.

    Nos siga, estamos na rede social:

  • BMW S 1000 RR Pacote M chega ao mercado brasileiro

    A BMW acaba de anunciar no Brasil a chegada ao mercado da superesportiva S 1000 RR com pacote M. Fabricada no complexo industrial de Manaus (AM), a novidade tem preço sugerido de R$ 118.750 e estará disponível a partir de 21 de setembro em todas as concessionárias autorizadas da marca no país.

    O foco da BMW S 1000 RR Pacote M foi em relação ao peso por possuir novas rodas em fibra de carbono (1,7 kg mais leves) e da nova bateria de lítio (que pesa aproximadamente 2 kg a menos em comparação com o modelo anterior) e a potência da máquina. que é ainda superior. Além disso o design da BMW S 1000 RR Pacote M é de tirar o folego. Pintura exclusiva, bancos esportivos e kit chassi M com opção de ajuste da balança e amortecedor traseiro.

    BMW S 1000 RR Pacote M chega ao mercado brasileiro

    BMW S 1000 RR Pacote M chega ao mercado brasileiro

    BMW S 1000 RR Pacote M

    Um diferencial da BMW S 1000 RR Pacote M está também nas rodas de fibra de carbono M Performance. Todo o conjunto da M pesa 193,5 quilos, contra os 197 do modelo Premium e 208 quilos da geração anterior o que já oferece uma grande diferença em comparação com os modelos anteriores.

    BMW S 1000 RR Pacote M chega ao mercado brasileiro

    Sem contar também no kit e o chassi, possibilidade de ajustes mais precisos na balança e amortecedor traseiro. O banco esportivo M, mais aderente e firme.

    BMW S 1000 RR Pacote M chega ao mercado brasileiro

    O motor de quatro cilindros em linha – com 207 cavalos a 13.500 rpm e 11.5 mkgf  de torque a partir dos 5.500 rpm – segue sendo o coração da esportiva. Do mesmo modo, a BMW S 1000 RR M possui a tecnologia BMW ShiftCam, que permite extrair máxima potência e torque também em faixas de giro baixas e intermediárias.

    BMW S 1000 RR Pacote M chega ao mercado brasileiro

    Já o painel da BMW S 1000 RR Pacote M é totalmente tecnológico em tela TFT de 6,5 polegadas. Oferecendo telas personalizadas para diferentes utilizações e necessidades deixando o dia a dia muito mais prático.

    Aproveite e confira nossos capacetes clicando aqui.

    Nos siga nas redes sociais:

     

     

  • Capacete feminino, qual comprar?

    Capacete feminino, qual comprar?

    Se você está querendo comprar pela primeira vez um capacete feminino, ou está decidindo comprar mas não entende muito pois existem muitas marcas e modelos no mercado, fique tranquila que iremos te ajudar a achar o capacete ideal.

    (mais…)

  • O que é um manguito e para que serve?

    Com o foco cada vez mais na segurança do motociclista o mercado está aquecido no quesito segurança na hora de pilotar. Muito se vê sobre itens de segurança e proteção como o manguito, mas pouco se fala da sua real importância e suas funcionalidades.

    (mais…)

  • Antena corta pipa ou protetor de pescoço?

    Antena corta pipa ou protetor de pescoço?

    Todo motociclista que passa diariamente por estradas muito próximas a regiões urbanizadas acaba sentindo medo e preocupação com os fios de pipa que podem atravessar seu caminho. O uso de cerol, mistura cortante de vidro moído e cola, é comum entre adultos e crianças que empinam pipas e desejam cortar o fio dos “concorrentes” na brincadeira.

    (mais…)

  • Confira agora o lançamento da Kawasaki Z900 2021

    Confira agora o lançamento da Kawasaki Z900 2021

    A moto Kawasaki Z900. Super tecnologia digna de uma supernaked de última geração sua potência e visual chamam atenção.

    A Z900 estará disponível a partir de agosto de 2020 nas concessionárias da marca, com preço a partir de R$47.990,00.

    (mais…)

  • Confira agora o novo capacete LS2 Alex Barros

    Confira agora o novo capacete LS2 Alex Barros

    Tem novidade no lineup da LS2. A marca de capacetes e vestuário lançou mais um modelo assinado por Alex Barros, maior nome brasileiro da motovelocidade, com novo casco e grafismos.

    O LS2 Rapid Alex Barros é uma réplica do modelo utilizado pelo piloto nas pistas. Com o tradicional coelho, mascote que lhe acompanhou nos últimos anos em que acelerou na MotoGP, o capacete ganhou cores mais modernas, seguindo as tendências dos atuais capacetes de competições. Com variados tons de fluo, o fundo do produto tem mais simetria e movimento, reforçando a sensação de velocidade.

     

    Confira agora o novo capacete LS2 Alex Barros

    Capacete LS2 Rapid Alex Barros

    O casco Rapid é fabricado em ABS HPTT, com estrutura leve e resistente. Pesando 1.250 gramas, possui fácil sistema de fecho que facilita o uso no dia a dia. Já a viseira tem sistema de troca rápida e vem preparada para película antiembaçante Pinlock. Ainda, há forração removível e lavável.

    A relação de Barros com a empresa espanhola é antiga. A primeira réplica do modelo usado pelo piloto foi lançada no Brasil em 2014, na época desenvolvida sobre o casco FF 358, com duas opções de cores e rapidamente se tornou um sucesso de vendas.

     

    Confira agora o novo capacete LS2 Alex BarrosConfira agora o novo capacete LS2 Alex Barros

    Confira agora o novo capacete LS2 Alex Barros

    Alex Barros na MotoG

    Esta é uma história que nós não cansamos lembrar – e que esperamos se repetir em breve, com outro brasileiro no ponto mais alto do pódio do Mundial de Motovelocidade. Alex Barros fez história na MotoGP, atravessando a turbulenta transição das motos de 2 para as de 4 tempos e obtendo 32 pódios, além de sete vitórias.Confira agora o novo capacete LS2 Alex Barros

    Assim, o paulista ingressou para a classe principal do Mundial em 1990, quando tinha apenas 19 anos. Na pista, representou a Cagiva, a Suzuki, Yamaha e Honda. Dessa forma, foram 20 temporadas disputadas na competição, onde somou 2123 pontos, o que lhe colocou no top10 da história da competição.

    Confira agora o novo capacete LS2 Alex Barros

    Confira todos os modelos Alex Barros

All posts loaded
Subir ao topo