Novidades

  • Nova lei de trânsito: O que muda para os motociclistas?

    Nova lei de trânsito: O que muda para os motociclistas?

    Foi aprovada uma nova lei de trânsito em outubro de 2020 (Lei 14.071/20) que entrará em vigor no mês de Abril de 2021.

    Nova lei de trânsito: O que muda para os motociclistas?

    1. Será proibido transportar criança menor de 10 anos ou sem condições de cuidar da própria segurança.
    2. Alteração de penalidade do uso obrigatório do farol baixo durante o dia.
    3. Alteração na penalidade incorreta do uso de viseiras.

    Para os motociclistas a lei possui uma alteração no código que menciona o transporte de crianças acima de 10 anos de idade poderão ser conduzidas em motocicletas, motonetas ou ciclomotor.

    Até os 10 anos de idade a criança não possui muito equilíbrio e são muito frágeis e com menor capacidade de absorção em um possível impacto.

    Nova lei de trânsito: O que muda para os motociclistas?

    Como eraComo ficará a partir de Abril de 2021
    É proibido transportar criança menor de 7 anos ou sem condições de cuidar da própria segurança.Será proibido transportar criança menor de 10 anos ou sem condições de cuidar da própria segurança.

    Clique aqui e compre capacete infantil

    A lei também aponta o uso obrigatório do farol baixo durante o dia

    O farol é obrigatório tanto de dia como de noite e a regra continua a mesma, o que mudou foi a penalidade de quem não cumprir. A penalidade passa a ser média.

    Nova lei de trânsito: O que muda para os motociclistas?

    Como eraComo ficará a partir de Abril de 2021
    O Art.244 do CTB diz que o  condutor de motocicleta, motoneta e ciclomotor que transitar com os faróis do veículo apagado está cometendo uma infração gravíssima. A multa é de R$ 293,47, passível de recolhimento da CNH e suspensão do direito de dirigir.A partir da entrada em vigor da nova lei, a infração será considerada média. A multa será de R$ 130,16 e acréscimo de quatro pontos no prontuário da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) do infrator.

    Também houve alteração na penalização incorreta do uso de viseiras que passa a ser de uma infração leve para uma infração média.

    Lembrando que a viseira é um item obrigatório de proteção ao motociclista ou na falta de, é necessário um óculos de proteção.

    Como éComo ficará
    Atualmente há dois tipos de enquadramento para essa infração:– Conduzir motocicleta, motoneta ou ciclomotor sem viseira ou óculos de proteção  (Art.244):

    Infração gravíssima

    Multa de R$ 293,47

    Recolhimento da CNH e suspensão direta do direito de dirigir.

    –  Pilotar com a viseira levantada ou fora das condições exigidas pela Res. 453/13 do Contran (Art.169):

    Infração leve

    Multa de R$ 88,38.

    – Conduzir motocicleta, motoneta ou ciclomotor com a utilização de capacete de segurança sem viseira ou óculos de proteção ou com viseira ou óculos de proteção em desacordo com a regulamentação do Contran (Art.244).Infração média

    Multa de R$ 130,16

    Retenção do veículo para regularização.

    Sobre as motos no corredor, esse foi o único ponto que não houve alteração no novo regulamento de trânsito para os motociclistas.

    Nova lei de trânsito: O que muda para os motociclistas?

    Leia também: O que é um manguito e para que serve?

  • Salão Duas Rodas: marcas confirmadas para 2021

    Salão Duas Rodas: marcas confirmadas para 2021

    O Salão Duas Rodas 2019, realizado de 19 a 24 de novembro, reuniu mais de 420 empresas de toda a cadeia do setor de motocicletas, além das principais fabricantes de motos que atuam no Brasil, respondendo juntas por 98% da produção e das vendas do mercado nacional.

    Em seis dias de evento no São Paulo Expo, com diversas experiências espalhadas nos mais de 85.000m² de ocupação, o público conferiu de perto as motos que estavam no Salão. Os mais de 560 modelos em exposição e mais de 70 para experimentação nos test-rides somaram mais de 630 motos à disposição dos visitantes, 80 a mais do que na última edição.

    Uma rica e variada programação de eventos paralelos, com shows a cada hora, levaram o público ao delírio a cada manobra das equipes Fred Kyrillos, Força & Ação, Alto Giro. O Salão teve atrações em todos os cantos do complexo São Paulo Expo e como novidade, Oval Track, trazido pela Reed Exhibitions em parceria com o piloto Leandro Mello com exclusividade para o Salão Duas Rodas que aconteceu todos os dias na cobertura do estacionamento.

    Salão Duas Rodas: marcas confirmadas para 2021

    Dias 22 e 23 de novembro foram dedicados a competição com uma etapa especial do Arena Cross. Pela segunda vez no São Paulo Expo, o evento ocupou 55.000m² de área interna e 30.000m² de área externa para experiências. Mais de 15 mil test rides foram realizados em 10 km de percursos.

    Salão Duas Rodas: marcas confirmadas para 2021

    Lucas Pimentel, gerente do Salão Duas Rodas, afirma que a edição deste ano foi finalizada com a sensação de dever cumprido. “Entregamos um Salão Duas Rodas marcado pela retomada da indústria e confiança das principais marcas do setor. Tivemos seis dias de corredores cheios, muita experiência entregue ao público e expositores extremamente satisfeitos com os resultados do Evento”, destaca.

    Marcas confirmam presença para 2021

    Honda, Yamaha, Kawasaki, KTM, Royal Enfield, Triumph, Suzuki, Kymco, Vespa e Haojue marcaram presença na última edição, sendo que as cinco primeiras já confirmaram participação na próxima edição do Salão Duas Rodas, que será realizado em novembro de 2021, novamente em São Paulo.

    Gerente de marketing da Moto Honda do Brasil, Odair Dedicação afirma que a marca sempre aproveita o evento para mostrar seus diferenciais e estreitar relações com o público. “Esse ano não foi diferente, pois apresentamos importantes lançamentos, como as linhas 500 e 650, além de proporcionarmos aos visitantes experiências únicas, com simuladores de pilotagem, apresentação virtual de um modelo desenvolvido pela equipe de design brasileira, exposição da moto do Marc Márquez para fotos na mesma inclinação das curvas na MotoGP, além da presença dos pilotos da Honda Racing Brasil em todos os dias”, destaca o executivo.

    Salão Duas Rodas: marcas confirmadas para 2021

    Para Hélio Ninomiya, gerente de marketing e planejamento da Yamaha Motor do Brasil, o Salão estava muito bonito e bem organizado, e trouxe um público sedento pelas novidades. “O evento veio cheio de experiências, além dos produtos novos, como os test rides de Mobilidade Urbana, Off Road e de Big Bikes. Acredito que esse é o futuro: promover experiências. E a Yamaha colaborou com isso trazendo a parceria inédita com a Marvel para justamente trazer pessoas que não pensavam em motocicletas, para que elas possam ver que motocicleta pode ser divertido, além de ter emoção e liberdade”. Outro destaque do estande da marca dos três diapasões foi o scooter XMax, que chega em 2020 e já está em pré-venda.

    Salão Duas Rodas: marcas confirmadas para 2021Segundo André Molnar, gerente de marketing da Triumph, a presença da montadora no Salão Duas Rodas foi espetacular. “Além da grande visibilidade de marca, nossos resultados em vendas de motocicletas, acessórios e roupas superaram muito as expectativas. Além disso, criamos ativações muito elogiadas pelo público, incluindo 4 modalidades de Test Ride, Triumph Talks (com explicações do instrutor chefe do TRX, Pablo Berardi, sobre pilotagem, viagens, produtos e novas tecnologias), entre outras ações”, explicou Molnar.

    Salão Duas Rodas: marcas confirmadas para 2021Já para Sonia Harue Ando, gerente comercial e marketing da Kawasaki, o Salão Duas Rodas é a oportunidade perfeita para o fã da marca interagir com os produtos e vivenciar sua paixão em um ambiente lúdico e festivo. “O evento também propicia a realização de excelentes negócios tanto com clientes quanto parceiros de mercado. A participação intensa do público mostra que esta paixão pela motocicleta é muito forte e que o mercado está repleto de novidades”, comenta a executiva.

    Salão Duas Rodas: marcas confirmadas para 2021Cláudio Giusti, diretor-geral da Royal Enfield Brasil, disse que o evento permitiu a apresentação das Twins 650cc, que estão em pré-venda com preços a partir de R$ 24.990. Elas levam a marca a um novo patamar dentro do segmento de média cilindrada. “Com a reação extremamente positiva do público, estamos certos de que a partir de janeiro, quando começaremos a entregar as primeiras motocicletas reservadas desde o Salão Duas Rodas, a Royal Enfield se consolidará definitivamente no mercado brasileiro, sendo já representada por 6 concessionárias”, comemorou Giusti.

    Salão Duas Rodas: marcas confirmadas para 2021No estande que inspirou aventura, a KTM do Brasil recebeu os visitantes que viram de perto, subiram e tiraram fotos com os modelos da linha 2020, além de conhecer em primeira mão as motos que serão utilizadas pela equipe oficial nas competições brasileiras. “Os últimos dias foram muito corridos, muitas perguntas respondidas, curiosidades sanadas e a mais alta receptividade do público quanto aos produtos, elevando ainda mais o nosso otimismo quanto aos planos de crescimento no país”, comentou Fabio Campos, representante oficial da KTM no Brasil.

    Salão Duas Rodas: marcas confirmadas para 2021A participação da Pro Tork no Salão Duas Rodas foi um grande marco, representando a mudança do posicionamento da marca no mercado. “Estamos cada vez mais próximos de nossos clientes, investindo em qualidade e tecnologia, e isso tem refletido diretamente nas vendas, que foram um sucesso”, disse Marlon Bonilha, diretor-presidente do Grupo Pro Tork.

    Salão Duas Rodas: marcas confirmadas para 2021

    Fonte: https://www.motociclismoonline.com.br/

    Aproveite e confira nossos lançamento clicando aqui.

  • BMW S 1000 RR Pacote M chega ao mercado brasileiro

    A BMW acaba de anunciar no Brasil a chegada ao mercado da superesportiva S 1000 RR com pacote M. Fabricada no complexo industrial de Manaus (AM), a novidade tem preço sugerido de R$ 118.750 e estará disponível a partir de 21 de setembro em todas as concessionárias autorizadas da marca no país.

    O foco da BMW S 1000 RR Pacote M foi em relação ao peso por possuir novas rodas em fibra de carbono (1,7 kg mais leves) e da nova bateria de lítio (que pesa aproximadamente 2 kg a menos em comparação com o modelo anterior) e a potência da máquina. que é ainda superior. Além disso o design da BMW S 1000 RR Pacote M é de tirar o folego. Pintura exclusiva, bancos esportivos e kit chassi M com opção de ajuste da balança e amortecedor traseiro.

    BMW S 1000 RR Pacote M chega ao mercado brasileiro

    BMW S 1000 RR Pacote M chega ao mercado brasileiro

    BMW S 1000 RR Pacote M

    Um diferencial da BMW S 1000 RR Pacote M está também nas rodas de fibra de carbono M Performance. Todo o conjunto da M pesa 193,5 quilos, contra os 197 do modelo Premium e 208 quilos da geração anterior o que já oferece uma grande diferença em comparação com os modelos anteriores.

    BMW S 1000 RR Pacote M chega ao mercado brasileiro

    Sem contar também no kit e o chassi, possibilidade de ajustes mais precisos na balança e amortecedor traseiro. O banco esportivo M, mais aderente e firme.

    BMW S 1000 RR Pacote M chega ao mercado brasileiro

    O motor de quatro cilindros em linha – com 207 cavalos a 13.500 rpm e 11.5 mkgf  de torque a partir dos 5.500 rpm – segue sendo o coração da esportiva. Do mesmo modo, a BMW S 1000 RR M possui a tecnologia BMW ShiftCam, que permite extrair máxima potência e torque também em faixas de giro baixas e intermediárias.

    BMW S 1000 RR Pacote M chega ao mercado brasileiro

    Já o painel da BMW S 1000 RR Pacote M é totalmente tecnológico em tela TFT de 6,5 polegadas. Oferecendo telas personalizadas para diferentes utilizações e necessidades deixando o dia a dia muito mais prático.

    Aproveite e confira nossos capacetes clicando aqui.

    Nos siga nas redes sociais:

     

     

  • Confira agora o lançamento da Kawasaki Z900 2021

    Confira agora o lançamento da Kawasaki Z900 2021

    A moto Kawasaki Z900. Super tecnologia digna de uma supernaked de última geração sua potência e visual chamam atenção.

    A Z900 estará disponível a partir de agosto de 2020 nas concessionárias da marca, com preço a partir de R$47.990,00.

    (mais…)

  • Confira agora o novo capacete LS2 Alex Barros

    Confira agora o novo capacete LS2 Alex Barros

    Tem novidade no lineup da LS2. A marca de capacetes e vestuário lançou mais um modelo assinado por Alex Barros, maior nome brasileiro da motovelocidade, com novo casco e grafismos.

    O LS2 Rapid Alex Barros é uma réplica do modelo utilizado pelo piloto nas pistas. Com o tradicional coelho, mascote que lhe acompanhou nos últimos anos em que acelerou na MotoGP, o capacete ganhou cores mais modernas, seguindo as tendências dos atuais capacetes de competições. Com variados tons de fluo, o fundo do produto tem mais simetria e movimento, reforçando a sensação de velocidade.

     

    Confira agora o novo capacete LS2 Alex Barros

    Capacete LS2 Rapid Alex Barros

    O casco Rapid é fabricado em ABS HPTT, com estrutura leve e resistente. Pesando 1.250 gramas, possui fácil sistema de fecho que facilita o uso no dia a dia. Já a viseira tem sistema de troca rápida e vem preparada para película antiembaçante Pinlock. Ainda, há forração removível e lavável.

    A relação de Barros com a empresa espanhola é antiga. A primeira réplica do modelo usado pelo piloto foi lançada no Brasil em 2014, na época desenvolvida sobre o casco FF 358, com duas opções de cores e rapidamente se tornou um sucesso de vendas.

     

    Confira agora o novo capacete LS2 Alex BarrosConfira agora o novo capacete LS2 Alex Barros

    Confira agora o novo capacete LS2 Alex Barros

    Alex Barros na MotoG

    Esta é uma história que nós não cansamos lembrar – e que esperamos se repetir em breve, com outro brasileiro no ponto mais alto do pódio do Mundial de Motovelocidade. Alex Barros fez história na MotoGP, atravessando a turbulenta transição das motos de 2 para as de 4 tempos e obtendo 32 pódios, além de sete vitórias.Confira agora o novo capacete LS2 Alex Barros

    Assim, o paulista ingressou para a classe principal do Mundial em 1990, quando tinha apenas 19 anos. Na pista, representou a Cagiva, a Suzuki, Yamaha e Honda. Dessa forma, foram 20 temporadas disputadas na competição, onde somou 2123 pontos, o que lhe colocou no top10 da história da competição.

    Confira agora o novo capacete LS2 Alex Barros

    Confira todos os modelos Alex Barros

  • Linha Honda 2020: confira as novidades

    Linha Honda 2020: confira as novidades

    Hoje você vai conhecer os 4 novos modelos da Linha Honda 2020. Além de terem um design incrível, elas trazem novas tecnologias e vão de scooters a modelos esportivos.

    (mais…)

Subir ao topo